PUBLICIDADE

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Milheirais, Espigueiros, Moinhos... O milho, a farinha e o pão são Reis! Trail Rota dos Espigueiros

 E uma experiência de correr numa pequena aldeia, no meio dos Milheirais, Espigueiros e Moinhos? É esta a proposta para quem se quiser aventurar no Trail Rota dos Espigueiros.

Esqueçam a alta montanha, os grandes declives, as vertigens… este Trail Running é diferente….
Há já alguns anos que pensava organizar uma prova de Trail  na minha aldeia natal. Afastado de Caparrosinha, Tondela, há já 12 anos, altura que vim trabalhar para a ilha da Madeira, não consigo esquecer a minha infância, os lugares onde fui crescendo, as pessoas mais velhas que ainda me chama de “Carlitos”. Há 30 anos atrás a aldeia estava cheia de juventude, de gritos, de brincadeira. Hoje tudo é diferente: escola fechada, população envelhecida e campos a ficarem abandonados… só os mais velhos resistem em manter as tradições, os moinhos a moer, os “lameiros” cheios de milho, as pequenas vinhas arranjadas.

O Trail Rota dos Espigueiros vai ser um momento de reencontro, de passagem pelos locais onde muitos brincaram horas a fio… simultaneamente uma motivação para a prática desportiva para os da Terra e uma experiência diferente para os mais treinados e habituados a corridas de rua e de trilhos.


O trajeto que desenhei divide-se em duas partes:

 Na primeira fase, que coincide com a prova MINI, serpenteamos a aldeia e os seus campos envolventes, com passagens por mais de 20 espigueiros, campos de milho, moinhos e atravessando os dois pequenos rios que serpenteiam a aldeia. Serão criadas umas “diversões” para a sua travessia.

Na segunda parte da prova, afastamo-nos da aldeia em direção à Barragem do Paúl, onde poderemos avistar garças, patos bravos e os achigãs a saltar da água. É uma zona com andamentos mais rápidos, mas onde se encontram as maiores dificuldades, quer pela distância já acumulada, quer por algumas subidas mais ingremes. Mas, nada que assuste, pois em 18Kms  a prova principal apenas tem 600m de desnível.





O que podemos encontrar de diferente no Trail da Rota dos Espigueiros?

Um imenso convívio! A prova vai ser também acompanhada por uma mega caminhada com centenas de pessoas de todo o Concelho de Tondela. Haverá também um grande almoço com porco no espeto e churrasco para todos os interessados.
Durante a prova vamo-nos cruzar por gentes simples, que vão estar a dar o seu apoio, e vão estar radiantes por voltar a ver a aldeia cheia! A ruralidade e a humildade cruzam-se! É o que vão ver por lá. Não estranhem se virem também nos abastecimentos presunto e vinho tinto. Poderá muito bem acontecer, oferta daquela gente boa!

Vertente Competitiva do Rota dos Espigueiros!


Quisemos dar uma vertente competitiva ao evento, trazendo alguns atletas com mais experiência e qualidade. Para isso, contamos com o nosso padrinho, o “alvo a abater”! O amigo e ex. colega de equipa nos juvenis, Rui Coimbra, aceitou o desafio. Campeão Nacional da Maratona em 2008 , o Rui começa a fazer as primeiras abordagens no Trail Running. Caso lhe ganhe o gosto, será certamente um dos grandes nomes da modalidade em Portugal, tal como o foi no fundo nacional.

Haverá prémios, claro que sim. Consultem o regulamento. Para além dos prémios/troféus para os primeiros classificados, haverá uma lembrança para todos os elementos da equipa mais numerosa (uma garrafa de um dos melhores néctares tintos da aldeia) e criaremos metas volantes, onde os primeiros a passar irão receber suplementos nutritivos oferta da http://www.boa-saude.pt/ e meias de compressão, oferta da http://runsox.eu/.

A inscrição é de 6€ para a prova MINI e 7€ para o TRAIL: oferta de t-shirt técnica , seguro de acidentes pessoais, abastecimentos…
O difícil nestes eventos é ter participantes na primeira edição, especialmente numa região onde o Trail Running não está fortemente implementado… daí utilizar o meu blogue para divulgar o evento.

Façam like na página para acompanharem as novidades e vão ficar surpreendidos. Acredito que muitos quererão passar um domingo diferente, no sopé da Serra do Caramulo.

Carlos Oliveira






2 comentários:

  1. Vamos nessa amigo e camarada de várias aventuras. Caparrosinha for ever

    ResponderEliminar