PUBLICIDADE

terça-feira, 7 de abril de 2015

CPR11: uma app que pode salvar vidas! Suporte Básico de Vida/Reanimação Cardiorespiratória

Foi lançada recentemente uma aplicação gratuita (APP) para telemóvel, denominada CPR11, que indica os passos a seguir no suporte básico de vida/reanimação cardiopulmonar (RCP)_ uma aplicação muito importante, pois a maioria das pessoas não sabe como atuar no caso de se deparar com uma vítima em paragem cardiorespiratória.

Enquanto praticantes desportivos, somos uma das franjas da população mais expostas a esse tipo de doenças súbitas, mas em qualquer local isso pode acontecer. Daí, considero que se deva não só descarregar a aplicação CPR11, como também partilhá-la por todos os nossos amigos e conhecidos.
A existência de formações sobre suporte básico de vida e primeiros socorros, desde uma idade jovem, deveria ser uma situação comum, devendo inclusive fazer parte dos currículos escolares. Para além dessa primeira abordagem escolar, deveria ser também obrigatória a existência dessas formações na vida adulta, como por exemplo aquando do exame de condução. Felizmente, aplicações como a CPR11 ajudam a colmatar essas falhas, apesar de não ser suficiente. Falando do meu caso pessoal, enquanto professor de Educação Física e porque sempre fui muito interessado pela área de saúde, senti a necessidade de obter mais conhecimentos nessa área. Daí que, para além de ter assistido a pequenas formações de primeiros socorros e lesões desportivas, acabei por tirar o Curso de Primeiros Socorros da AMI (Assistência Médica Internacional).  

Falando da app CPR11, ela é constituída por 11 passos, devidamente documentados através de vídeo, que permitem ao utilizador seguir os diferentes momentos de reanimação cardiopulmonar(RCP) de uma vítima. A app CPR11 acaba também por abordar a utilização do desfibrilhador. Pode parecer estranha esta utilização, mas a verdade é que a Proteção Civil teve implementado um plano de colocação destes aparelhos em todos os espaços públicos para além de dar formação a alguns agentes públicos (forças de segurança e professores de Educação Física, entre outros). Ainda fui a uma dessas sessões. Entretanto, provavelmente por falta de verbas, o projeto parou e nunca mais ouvi falar dele.
O apelo que faço é que descarreguem a aplicação CPR11e que PARTILHEM a informação o mais possível. Assim que puderem, façam também uma formação nesta área. A CPR11 é importante, mas deve ser complementada por outro tipo de conhecimentos! De seguida deixo as ligações onde podem descarregar a app CPR11.

Carlos Oliveira



Os 11 passos da CPR11
1 -  Reconhecimento imediato da situação;
2 -  Examinar e colocar a vítima deitada de costas;
3 -  Pedir socorro;
4 -  Se a vítima de paragem cardiopulmonar não respirar, iniciar as compressões torácicas;
5 -  Técnica de compressão torácica;
6 -  Técnica de ventilação (30 compressões, seguidas de 2 insuflações);
7 -  Utilização de DEA (desfibrilhador automático);
8 -  Se não for necessário descarga;
9 -  Continuar com suporte básico de vida (reanimação cardiopulmonar) sem interrupção até à chegada dos serviços de emergência médica;
10 -  Imobilização e transporte;
11 -  A reanimação funcionou!


7 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigado José Lobo. Descobri esta App e não podia deixar de partilhar no blogue.

      Eliminar
  2. Esta APP foi desenvolvida pela clínica do dragão e agora eles têm um equipamento para os corredores correrem sem gravidade assim não temos que parar em caso de lesão! Chama-se Alter G

    ResponderEliminar
  3. Sei que a App foi criada por um ortopedista do Porto, da Faculdade de Medicina. Sabia da colaboração da Clínica do Dragão. Mas não conheço esse equipamento. Alter G. Agora que ando lesionado, dava-me um grande jeito!:-) Vou investigar!

    ResponderEliminar
  4. Fantástica APP. Já instalei no meu telemóvel. Obrigado!

    ResponderEliminar