PUBLICIDADE

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

MADEIRA UPHILL 2000 - A MEIA MARATONA MAIS DURA DA EUROPA!

Decorreu no dia 27 de setembro a Madeira Uphill 2000 – Meia Maratona Mais Dura da Europa. Foram 21 km, quase sempre a subir, que nos levaram do mar aos 1800 metros de altitude.
Mal soube da realização deste evento, comprometi-me logo a participar. Há desafios que nos aliciam. Ir do Funchal ao Pico do Arieiro a correr, era uma coisa inimaginável para mim há cerca de 10 anos, altura em que cheguei ao Funchal pela primeira vez.

Para quem não tem a noção da dificuldade do evento, refiro-vos que esta subida está catalogada como a subida mais dura de Portugal e uma das mais duras da Europa, no que respeita ao ciclismo: http://www.viveodesporto.com/2015/07/lista-das-subidas-de-ciclismo-mais.html.


Numa prova com a dificuldade da Uphill 2000, e quando vamos com um espírito competitivo, como fui, acabamos por sofrer a sério. Após 1h15 de prova, comecei a sentir algumas dificuldades, pois o ritmo era alto. É aí que a parte mental entra em ação. Lutamos com todas as nossas forças e vamos buscar mais algumas não sabemos bem onde_ isto para não perder uns minutos e, no meu caso particular, para não deixar “fugir” o grupo com quem vinha desde o km 2 da prova.  Bastaria parar um pouco, repor forças e diminuir o ritmo. Mas não, continuamos em sofrimento até ao fim. Mas, também não é isso que nos motiva nestes eventos? Saber superar os sofrimentos! Isto para terminar em 16.º da geral absoluta, com o tempo de 2h17 minutos, com uma FC média de 166 bpm, sendo que os últimos 500 mts foram acima de 175 bpm,! Todo este sofrimento final para recuperar  os 4 lugares que tinha "perdido" uns kms antes. Mesmo assim, com todo este esforço, fiquei a cerca de 23 minutos do grande vencedor, Marco Silva, que demorou 1h54 a percorrer esta distância (menos que alguns fazem em terreno plano).  Um super atleta amador que, em distâncias “curtas” de montanha, costuma arrasar a concorrência.

Em relação à minha prestação, estou super satisfeito, pois apontava fazer a prova algures ente 2h20/2h25. Aproveito para dar um agradecimento à RUNSOX, uma empresa especialista em meias de compressão, com produtos de qualidade e a preços altamente competitivos e que apoia atletas amadores, como eu e como vós. Todo o equipamento MUND que utilizei funcionou na perfeição e adorei particularmente os calções que, apesar de serem de compressão, são altamente confortáveis e transpiráveis. Podem ver os produtos em www.runsox.eu


A prova em si: Madeira  Uphill 2000

A Uphill 2000 foi designada a  meia maratona mais dura da Europa. Uma nomeação que não consegui comprovar mas, se não for a mais dura, há-de ser das mais duras. Até porque, não há por esta Europa fora assim tantos lugares onde se possam fazer mais de 20 km de subida contínua, mesmo nos Alpes, ou Pirinéus. No Brasil existe um evento semelhante, o Mizuno Uphill, com distâncias maiores, num outro formato, mas sem ter uma subida desta dimensão.
No meu entender, esta prova tem características para se tornar internacional, e uma das referências neste tipo de eventos, de grau de dificuldade elevado, em estrada. Mesmo sendo uma corrida de montanha em estrada, o clima, a paisagem, a oportunidade de fazer turismo ativo, tornam o a Madeira Uphill 2000 muito atrativa. Tal como o MIUT, esta é uma prova onde a Madeira deve apostar, ao contrário de outros eventos, tal como a Maratona Internacional, que nunca conseguirá ser atrativa, devido às condicionantes orográficas.

A organização acabou por ter falhas grosseiras, mas também há muitos aspetos positivos a salientar. As falhas já terão sido detetadas e penso que na próxima edição estejam já corrigidas.
Para o ano voltarei a participar e espero que muitos de vós também o façam. Em setembro o clima na Madeira é ótimo, com a água ainda a 24 graus. É fazer a prova, descer e ir mandar um mergulho no mar :)

Carlos Oliveira





8 comentários:

  1. Fortíssimo Carlos. Parabéns!!! Grande resultado numa prova tão dura. Abraço e continua com essa força!! (Daniel)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fortíssimo não! Mas contente pelo desempenho. Há uns anos atrás nem imaginava tal coisa. Para teres a noção é ir de Caparrosinha ao alto do Caselho ( por silvares, Carvalhal) 3 vezes! No Verão fiz esse treino e deu 600 metros de desnível. Esta prova teve 1818 mts!:-)

      Eliminar
  2. Esqueceste de referir o apoio familiar!!! Para a próxima não vamos lá apoiar:-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ;:) Foi agradecido pessoalmente e noutros locais. Mas foi uma falha!

      Eliminar
  3. Grande prova, conheço aqui a Uphill Brasileira, você é Brasileiro ou Português?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Eduardo. Sou Português. Estive a dar uma vista de olhos da Uphill Mizuno, penso que é essa que fala. Parece bastante interessante. Aliás, vocês aí no Brasil têm provas espetaculares!

      Eliminar
  4. Boa Carlos estas um verdadeiro atleta .Parabens ,mas sem o apoio familiar não conseguias.
    Oxalá continuem a funcionar assim !


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Paula.Obrigado. Boas férias aí pelo Canadá!!!

      Eliminar